Cobertura esportiva durante pandemia é desafio para rádio

ABERT - Notícias

Quinta, 30 Julho 2020 13:20


O jornalista Bruno Prado, da Rádio Jovem Pan, contou sobre a experiência de fazer a cobertura esportiva neste momento de pandemia. Foi durante o AESP Talks, encontro online promovido pela Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado do São Paulo (AESP).


O jornalista destacou a queda expressiva na audiência da programação esportiva, principalmente, por causa da suspensão dos eventos esportivos durante o isolamento social. Com a volta das competições nacionais, como é o caso dos campeonatos estaduais de futebol, a expectativa é de aumento de consumo das notícias esportivas, mesmo com as partidas sendo realizadas com portões fechados. “Com a volta dos jogos, a minha rotina de trabalho voltou quase ao normal. Retornamos aos estúdios de rádio para a realização da cobertura já que somente as equipes de TV podem estar presentes nos estádios e contam com os direitos de transmissão”.


Prado, que também tem atuação em televisão, enalteceu a força do rádio inclusive durante a pandemia. “Quem trabalha no rádio ganha uma capacidade de improviso muito grande, sem contar o alcance do nosso trabalho. Mas, mesmo assim, é preciso fazer a integração desse veículo com o digital, especialmente para renovar o público. Para se ter uma ideia, durante a transmissão da partida entre São Paulo e Mirassol pelo Campeonato Paulista, chegamos a alcançar 90 mil pessoas simultaneamente, graças à integração com o YouTube”, ressaltou.


 


Apesar das dificuldades, o mercado esportivo é muito promissor e dinâmico, segundo Prado. A integração com as novas mídias está exigindo mudanças e adaptações que têm gerado novas oportunidades. “Hoje, os jovens estão ganhando mais espaço do que antes. Há muita gente nova ganhando visibilidade neste mercado e, com a aceleração das mudanças, há a possibilidade, inclusive, de crescer e expor seu trabalho de forma independente sem necessariamente ser contratado por uma emissora”.


Voltar