Internet em alta com os ISPs. Telefonia móvel, telefonia fixa e TV paga em queda

Convergência Digital - Telecom

Luís Osvaldo Grossmann* ... 31/08/2020 ... Convergência Digital


O Setor de Telecomunicações no Brasil fechou junho de 2020 com 305,7 milhões de acessos, contabilizando-se os serviços de Telefonia Móvel, Telefonia Fixa, Banda Larga Fixa e TV por Assinatura, de acordo com dados divulgados pela Anatel.


Uma variação de -2,4% nos últimos 12 meses: em junho de 2019, o setor marcava 313,2 milhões de acessos. Três serviços caíram em número de acesos em relação ao mesmo período do ano passado. A Telefonia Móvel teve uma queda de -1,4%, a Telefonia Fixa -11,8% e a TV por assinatura -9,8%. Apenas o serviço de Banda Larga Fixa teve crescimento, registrando um aumento de 4,8% em relação ao mesmo período de 2019. 


No fim do primeiro semestre havia 225,1 milhões de linhas móveis em operação – 3,2 milhão a menos que um ano antes. No período, novos 15,4 milhões de acessos com a tecnologia 4G (+10,7%) ativados, enquanto linhas 2G e 3G registraram retração no período de 14,6 milhões (-28,1%) e 4,0 milhões (-12,4%), respectivamente. 


Entre as grandes prestadoras, a Vivo totalizou 74,4 milhões de linhas (33,0% do mercado), seguida da Claro, com 55,1 milhões (24,5%), da TIM, com 52,0 milhões (23,1%), e da Oi, com 36,7 milhões (16,3%). 


O serviço de Banda Larga Fixa totalizou 33,9 milhões de contratos ativos em junho. Em 12 meses, houve um aumento de 1,6 milhão de acessos (+4,8%). Na comparação com o mês anterior (maio), o número apresentou crescimento de menos 212,5 mil contratos (+0,6%). 


Esse segmento é puxado principalmente pelas prestadoras de pequeno porte, que cresceram 31,3% nos últimos 12 meses e alcançando em junho de 2020 a marca de 11,7 milhões de acessos, o que corresponde a 32,1% do mercado total de internet fixa no país. 


Entre as empresas, a Claro deteve o maior número de clientes, 9,8 milhões, o que corresponde a 28,7% do mercado. Em segundo lugar ficou a Vivo, com 6,7 milhões (19,7%) e em terceiro lugar o grupo Oi, com 5 milhões de clientes, detendo 14,7% dos acessos. 


Na TV paga, eram 15,2 milhões de acessos ativos no fim de junho, o que representa uma redução de 1,6 milhão assinaturas (-9,8%) nos últimos 12 meses. A Claro lidera com folga e 48,8% do mercado, seguida pela Sky/AT&T, com 30,7%, da Oi, com 10,1%, e da Vivo, com 8,4%. 


Na telefonia fixa, eram 31,5 milhões de linhas ativas no fim do primeiro semestre, um recuo de 4,2 milhões de linhas (-11,8%) em 12 meses. As concessionárias somando 16,9 milhões de linhas e as autorizadas, 14,5 milhões. 


 


* Com informações da Anatel

Voltar