ANATEL VAI CONCENTRAR INFORMAÇÕES SOBRE OBRAS DE INFRAESTRUTURA QUE PODEM SER COMPARTILHADAS

TELE.SÍNTESE

 LÚCIA BERBERT 16 DE SETEMBRO DE 2020


     


 


Agência também definirá as características técnicas, como o tipo de tecnologia usada e a capacidade de tráfego de dados



 


Dentro de 40 dias a Anatel terá condições de informar onde estão sendo construídas rodovias, dutos, ferrovias, linhas de transmissão elétricas e de saneamento para facilitar o compartilhamento de infraestrutura. A medida está prevista no Decreto 10.480/2020, que dispõe sobre medidas para estimular o desenvolvimento da infraestrutura de redes de telecomunicações e regulamenta a lei das antenas.


Segundo o secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Vitor Menezes, o compartilhamento vale para obras federais ou estaduais, que tenham 50% de recursos da União. “Essa é uma grande conquista do setor, esperada há mais de 10 anos”, disse.


 


Além de informar as obras em andamento, a Anatel vai definir as  características técnicas de acordo com orientações do Ministério das Comunicações, e abrangerão, entre outras informações, o tipo de tecnologia utilizada; as características físicas; a capacidade de tráfego de dados; e a rota da infraestrutura de rede.

Voltar