Fones de ouvido cravam crescimento anual de 19% no terceiro trimestre de 2020

TUDO RÁDIO

Terça-Feira, 15 de Dezembro de 2020 @ 07:30


São Paulo - Avanço dos dispositivos atestam novamente o crescimento no consumo de áudio


A venda de fones de ouvido também está em alta neste ano de 2020. De acordo com um levantamento da Futuresource Consulting, esse tipo de dispositivo teve um avanço anual de 19% nas vendas, sendo um volume que considera o mercado global. Os dados são relacionados ao terceiro trimestre de 2020 e mostram uma recuperação do setor após uma queda no começo da pandemia. O avanço colabora com a expansão no consumo de áudio, algo que está no radar do rádio.


De acordo com a Futuresource Consulting, o setor de fones de ouvidos apresentou queda nas vendas nos dois primeiros trimestres de 2020, impactados principalmente pela falta de chips Bluetooth para atender a demanda, o que causou atrasos no lançamento de novos modelos. Porém, o terceiro trimestre do ano representou um avanço de 40% em relação ao ano anterior, fazendo com que as vendas de fones de ouvidos voltassem a apresentar lucro.


Um ponto que chama a atenção do rádio é para o fato de que a Futuresource Consulting afirma que os fones de ouvido sem fio têm sido uma peça fundamental no crescimento do segmento. Esse tipo de dispositivo responde por mais de 45% do total de fones de ouvido vendidos no segundo semestre de 2020. Os fones de ouvido sem fios estão mais atrelados ao áudio digital, como o streaming, apesar do mercado brasileiro contar com vários modelos com FM acoplado.


"Este resultado sinaliza uma recuperação clara e sustentada para o mercado de fones de ouvido, com suas origens em meio a uma pandemia", afirma Adriana Blanco, analista de mercado da Futuresource Consulting. "Uma nova ênfase na audição pessoal de música, entretenimento doméstico, comunicações virtuais e educação online definiu o cenário para o sucesso. No entanto, o trabalho remoto generalizado tem sido a base da qual tudo o mais surgiu", diz a executiva em comunicado.


Uma matéria veiculada pelo Inside Radio sobre o assunto destaca que a Apple lidera a classificação geral em volume de vendas e valor com seu AirPods Pro, considerado um favorito dos consumidores. A reportagem destaca que a Apple acaba de lançar seu produto wireless over-ear, o AirPods Max, com um preço de varejo de US$ 549 que inclui tecnologia de cancelamento de ruído e recursos de assistente de voz.


Marcas como Sony e JBL seguem a Apple, compondo as três principais marcas no mercado global de fones de ouvido. A JBL conta com modelos que disponibilizam a sintonia de FM. 


No segmento sem fio, a faixa de preço global de US$ 50 a US$ 99 é a mais popular. E a China liderou o caminho para o crescimento no segmento. Os EUA e a Europa Ocidental também tiveram um desempenho acima das expectativas do mercado, com muitas marcas oferecendo descontos em seus modelos antigos para movimentar o estoque e atrair novos clientes, segundo o Inside Radio.


 


"Vimos um florescimento global, à medida que diferentes países continuaram a passar pelos vários estágios de bloqueio (…) a maioria viu um crescimento de volume ano a ano no terceiro trimestre, com exceção do Japão e dos mercados em desenvolvimento do sudeste asiático", afirma Blanco. 



 


AirPods conectados ao aplicativo de rádio do tudoradio.com 


Áudio em alta


Recentemente, o tudoradio.com destacou o avanço das smart speakers em todo o planeta. As caixas de som com inteligência artificial têm auxiliado a impulsionar o áudio digital, incluindo o streaming de rádio. E a Black Friday foi mais um estimo na venda desses dispositivos: a Amazon, responsável pela famosa Alexa, chegou a derruba o preço da Echo Dot no Brasil (de R$349,00 para R$199,00).


O consumo de áudio está em expansão em todo o mundo e o rádio é quem lidera o share desse formato de mídia nos principais mercados. Pegando o Estados Unidos como exemplo, o meio é quem possui a maior parcela de consumo entre todos os formatos de áudio e também é a plataforma que mais carrega anúncios, sendo uma oportunidade para o rádio.


Sobre o mercado brasileiro, a Kantar afirma que 98% dos usuários de internet consomem streaming de áudio. Outro dado importante é de que as smart speakers já são uma realidade no consumo de áudio no Brasil.


Daniel Starck


 


 

Voltar