75% de ‘grandes empresas’ já foram ameaçadas por fake news

Propmark - Mercado

Estudo é da Aberje com lideranças de comunicação que trabalham ou atendem organizações de grande porte no País


01 de setembro de 2021 | 17:42


0


Levantamento da Aberje, feito com profissionais do setor que trabalham ou atendem grandes empresas no Brasil, mostrou que 75% dessas organizações já foram ameaçadas por fake news. De acordo com a enquete, 67% dos comunicadores acreditam que é consistente ou alto o risco da empresa na qual trabalham ou atendem ser acometida por uma grave crise de imagem em razão de futuras fake news.


Apesar disso, 71% dos líderes consultados afirmam não ter um plano de contingência específico para enfrentar eventuais campanhas de desinformação.


Pesquisa mostrou que a maioria dos entrevistados não tem plano de contingência para fake news (Makus Winkler/ Unsplash)


 


O treinamento para enfrentar crises decorrentes de fake news também não entrou na agenda da maioria das empresas consultadas. Dos comunicadores que responderam ao levantamento, 82% garantiram que os altos executivos de suas organizações jamais fizeram uma preparação para enfrentar notícias falsas.

Mesmo no âmbito das áreas de comunicação e marketing, percebe-se uma falta de preparo sobre o tema. Só 12% desses profissionais confirmaram ter realizado um treinamento sobre desinformação e 53% declaram ter um baixo conhecimento sobre a Lei de Fake News recentemente aprovada no Brasil.

Voltar