Ministro Fábio Faria reforça que leilão do 5G promoverá inclusão para 40 milhões de brasileiros

MCOM

Durante abertura do Painel Telebrasil 2021, titular do Ministério das Comunicações destacou que o valor arrecadado será aplicado na ampliação da conectividade no país


 


 


Publicado em 14/09/2021 13h35 Atualizado em 14/09/2021 19h19



 


Tecnologia 5G foi tema de digital sobre conectividade e inovação do Brasil


 


Ao passo que avança a análise do edital do leilão do 5G, o país fica mais perto de garantir conectividade a todos os brasileiros. De acordo com o ministro das Comunicações (MCom), Fábio Faria, a realização do certame é importante para conectar 40 milhões de pessoas que ainda vivem sem qualquer opção de acesso à internet. A afirmação foi feita, nesta terça-feira (14/9), durante a abertura oficial do Painel Telebrasil 2021 com a abordagem do tema "5G: Conexão para o Futuro".


Quanto mais rápido realizarmos o leilão, mais rápido conseguiremos fazer com que essas pessoas sejam conectadas e que a gente dê uma condição mínima de inclusão digital e social para esses brasileiros
- Ministro das Comunicações, Fábio Faria


"Quanto mais rápido realizarmos o leilão, mais rápido conseguiremos fazer com que essas pessoas sejam conectadas e que a gente dê uma condição mínima de inclusão digital e social para esses brasileiros", pontuou o ministro. O Painel Telebrasil 2021 é o principal encontro digital sobre conectividade e inovação do Brasil.


O ministro Fábio Faria explicitou ainda que a ampliação da cobertura será possível porque o leilão do 5G — o maior leilão de radiofrequências da história — será não arrecadatório. Ou seja, o valor arrecadado será investido na ampliação da infraestrutura de telecomunicações no Brasil. "Cada dia conta para essas pessoas que estão sem acesso à internet", destacou o ministro.


Além das perdas sociais, o atraso na realização do leilão do 5G também gera prejuízos para a economia brasileira, conforme explicou Faria, ao citar estudos internacionais. "A estimativa é que com o leilão, o Brasil vai atrair US$ 1,2 trilhão em investimentos nos próximos 15 anos. Por outro lado, temos estudos que apontam a perda de R$ 2,8 bilhões de perda a cada mês que a gente passa sem o 5G".


A análise do edital do leilão do 5G já está em processo final na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A nova tecnologia de redes móveis pode chegar a todas as capitais brasileiras até julho de 2022. Progressivamente, a cobertura se estenderá aos municípios.


Painel Telebrasil — O evento, que acontece nos dias 14, 21 e 28 de setembro, no formato online, reúne as principais autoridades governamentais e lideranças empresariais do setor de telecomunicações. Além do ministro Fábio Faria, também participou do Painel, nesta terça (14), no debate sobre impacto e transformações do 5G, o secretário de Telecomunicações do MCom, Artur Coimbra.



 


 


 Texto: ASCOM | Ministério das Comunicações

Voltar