Rádios de quatro estados brasileiros são autorizadas pelo MCom a migrar para a faixa FM

MCOM

A mudança irá permitir que emissoras do Paraná, de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul e de Minas Gerais, que operam em Ondas Médias, transmitam sua programação com mais qualidade


 


 


Publicado em 25/05/2022 15h49



 


Foto: Divulgação/MCom


O Ministério das Comunicações (MCom) autorizou, nesta quarta-feira (25), a adaptação de outorgas para cinco rádios nos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Com a medida, as emissoras que operam na faixa Ondas Médias (OM) poderão migrar para Frequência Modulada (FM). Isso se traduz em melhoria na qualidade de som, entre outras vantagens.


Sarandi (RS) e Porto União (SC) passarão pelo processo de modernização. As emissoras locais passam a transmitir suas programações sem o incomodo das interferências, mais comum nas faixas AM.


A segunda publicação traz os extratos dos termos aditivos celebrados com mais três emissoras, em Realeza (PR)Encantado (RS) e Andradas (MG). Os aditivos assinados não alteram o prazo de vigência da outorga originária.


A mudança fortalece o serviço de radiodifusão sonora e a população é beneficiada, por exemplo, com a opção de mobilidade, uma vez que dispositivos móveis são habilitados a sintonizar as rádios FM. Já para as emissoras, há geração de economia nos custos de manutenção e ampliação da audiência.


"Nosso trabalho visa garantir que emissoras possam continuar os serviços no FM, o que aumenta a diversidade de conteúdo e a competição", detalha o secretário de radiodifusão, Maximiliano Martinhão.


 


O MCom está dedicado à meta de concluir o processo de migração até o final de 2022. A transição atende uma demanda das próprias emissoras AM.

Voltar