Rádio do Reino Unido é ouvido por 89% da população. Audiência digital avança

TUDO RÁDIO

Quarta-Feira, 01 de junho de 2022 @ 07:29


São Paulo - Índice é o mesmo do levantamento anterior. As novidades ficam por conta do avanço da audiência das rádios comerciais e do crescimento a audiência digital


Se for analisado apenas o alcance semanal do rádio no Reino Unido, que é de 89% da população, a impressão é de que nada está mudando no consumo do meio por lá. De fato, os últimos levantamentos realizados pela RAJAR mostram que a população segue fiel e com alto consumo de suas estações de rádio favoritas. Porém, no recorte de alguns cenários, existem algumas novidades importantes: o total da audiência em plataformas digitais cresceu novamente e agora representa 75% do total. Outro recorte interessante: as emissoras comerciais superaram o total da audiência das emissoras públicas da BBC. Acompanhe os destaques:


Do total do consumo de rádio, 75% ocorre através de dispositivos digitais, número que estava em 72% no levantamento anterior. Essa é a grande mudança de cenário no Reino Unido, onde a parcela que acompanha via receptores AM/FM analógicos foi superada a partir da medição relacionada ao último trimestre de 2019. Detalhe importante: o consumo digital de rádio envolve a transmissão terrestre em DAB (via radiofrequência digital, que está em forte expansão) e streaming / áudio on-line on demand das emissoras.


Ou seja, são 42 milhões de pessoas com 15 anos ou mais que se conectam ao rádio através de um dispositivo digital, totalizando 75% da população do Reino Unido. Esse dado é relacionado ao consumo semanal e a RAJAR considera DAB (rádio digital terrestre), DTV, Online, App e Smart Speakers nessa parcela da audiência.


A audiência via rádio digital terrestre (DAB) tem 41% do total do consumo de rádio, seguida por 32% para o analógico (FM/AM) e 4% para DTV. E a RAJAR detalha a parcela on-line: 22% do total do consumo digital é via streaming, sendo 12% para portais de internet / aplicativos de rádio e 10% para smart speakers (caixas de som com inteligência artificial).


Entre aqueles que são proprietários de uma caixa de som com inteligência artificial (smart speakers), 52% ouvem rádio semanalmente através desses dispositivos (era 51% na pesquisa anterior) e 20% utilizam diariamente essa opção.


Já o total de horas consumidas, o rádio teve um avanço de 20.3 horas por semana no último trimestre de 2021 para 20.4 horas por semana neste primeiro trimestre de 2022. E, em números absolutos, os 89% da população que consome rádio semanalmente resultam em 49,7 milhões de pessoas com 15 anos ou mais.


E o rádio do Reino Unido continua com sua maior parcela de audiência concentrada nas residências, representando 65% do total. A escuta originada em carros, vans e outras formas de transporte representa 21% e 13% para o consumo de rádio no local de trabalho e outros locais.


Os dados da RAJAR (Radio Joint Audience Research) são relacionados ao primeiro trimestre de 2022. Veja o infográfico completo no final desta matéria.


O desempenho das emissoras


Pela primeira vez, o rádio comercial do Reino Unido superou a barreira dos 37 milhões de ouvintes semanais, alcançando a marca de 37.2 milhões neste primeiro trimestre de 2022. Além do número histórico, o outro ponto de destaque é o fato dessa parcela ser maior do que o alcance concentrado pelas emissoras públicas da BBC, mesmo com algumas de suas estações apresentando altas em seus números.


O grupo Global, considerado um dos mais importantes do setor de rádio no planeta, lidera o mercado de rádio comercial em todas as medidas no Reino Unido, com um recorde de 25,8 milhões de ouvintes semanais, 242 milhões de horas e 24% de participação. A empresa é responsável por marcas como Capital, Heart, Smooth, Radio X, entre outras.


E por qual razão olhar para lá fora?


 


tudoradio.com costuma observar esses pontos de curiosidade dos números do rádio internacional para mapear possíveis mudanças de hábitos e a manutenção do consumo de rádio em diferentes países. Assim como ocorreu no ano anterior, periodicamente a redação do portal irá monitorar o desempenho do rádio nos principais mercados do mundo e, é claro, fazendo sempre uma comparação com a situação brasileira. E, como de costume, repercutindo também qualquer número confiável sobre o consumo de rádio no Brasil.



 


Infográfico com os principais dados da pesquisa RAJAR - 1T de 2022


Com informações da RAJAR e do portal RadioToday.UK. Colaboração de David Duck


Todos os direitos são reservados ao Portal tudoradio.com, conforme a lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita são permitidas, desde que contenham os devidos créditos ao Portal tudoradio.com.


Daniel Starck


 


 

Voltar