Guedes e Sachsida participam de homenagem a Ribamar Oliveira no Ministério da Economia

Redação Portal IMPRENSA | 02/06/2022 14:19


Referência em cobertura política e econômica, o jornalista Ribamar Oliveira foi homenageado em Brasília (DF) nesta quarta-feira (1), data em que se completou um ano de sua morte. A sala do Ministério da Economia usada por jornalistas foi batizada com o nome dele, que morreu aos 67 anos, vítima de covid-19.


A cerimônia contou com a presença de familiares, colegas e dos ministros Paulo Guedes (Economia) e Adolfo Sachsida (Minas e Energia).


 


À época de sua morte, Riba, como era chamado, atuava como colunista e repórter especial do jornal Valor Econômico. Mas ao longo da carreira ele desempenhou muitas funções, em diferentes veículos e instituições. 


 


Crédito: Wellton Máximo



Riba aponta para foto de Mário Henrique Simonsen para indicar que cobriu mais de 20 ministros da economia


Formado em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), Ribamar Oliveira foi, entre outros, chefe de redação da sucursal de O Globo em Brasília, repórter do Jornal do Brasil, repórter especial e colunista do jornal O Estado de S. Paulo, além de ter passado pelas revistas Veja e Isto é. 



Simonsen


No "outro lado balcão", foi assessor de imprensa do Ministério do Planejamento em 1994, ano de lançamento do Plano Real. Também é coautor do livro "A Era FHC, um balanço".


 


Além do orgulho em ver a placa com o nome de Ribamar na sala destinada a jornalistas que cobrem o Ministério da Economia, familiares se emocionaram com uma fotografia presenteada por colegas, em que Ribamar está na sala do CNM (Conselho Monetário Nacioanal) e aponta para uma foto de Mário Henrique Simonsen, ministro da Fazenda no governo de Ernesto Geisel (1974 a 1979), a fim de indicar que a partir dali ele cobriu todos os 22 ministros da economia que vieram depois. 


 


 


"Hoje faz um ano que meu pai se foi. Hoje ele também está recebendo uma homenagem no Ministério da Economia, a sala de imprensa ganhando seu nome. Ficamos muito orgulhosos! Infelizmente, um ano depois, a Covid ainda atrapalha, não poderei comparecer por estar com covid (mas bem, graças às vacinas)", escreveu nas redes sociais o filho de Ribamar, o estudante Ricardo Nunes 

Voltar