SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES APRESENTA PAUTAS PRIORITÁRIAS AO GOVERNO FEDERAL

TELE.SÍNTESE

 DA REDAÇÃO 20 DE JUNHO DE 2022


 


Organizações citaram a implementação do 5G e a regulamentação para instalação de infraestrutura entre pontos principais.



 


Representantes das operadoras no encontro com Paulo Alvim, Ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, hoje, 20. (Foto: Robert Wesley – SEAPC/MCTI)


 


O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), realizou, nesta segunda-feira, 20, uma audiência com membros da Conexis Brasil (Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móveis Celular e Pessoal), que apresentou suas pautas prioritárias.


No encontro, os representantes dos setor de telecomunicações destacaram a importância da implementação da 5G no Brasil. De acordo com o governo, a previsão da organização é de que algumas capitais já comecem a operar a tecnologia antes de setembro de 2022, como está no cronograma.


No entanto, segundo o governo, teles afirmam que “para disseminar o 5G pelo Brasil ainda há algumas pautas que precisam ser resolvidas, como a questão de antenas e postes”.


“O MCTI garantiu o apoio na interlocução com outros órgãos do governo, parlamento, Estados e municípios em pautas que contribuem para o desenvolvimento tecnológico e a inovação no Brasil”, diz a pasta em nota.


Ainda durante o encontro, os representantes da Conexis cobraram a utilização dos recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) para a formulação de políticas públicas para o setor.


O fundo, criado há 20 anos, passou a prever um colegiado desde sua reformulação, em 2020. A composição do grupo, no entanto, só foi concluída em maio deste ano. O objetivo é aprovar as políticas, as normas, as diretrizes e as prioridades de aplicação de recursos do fundo.


 


Outro destaque entre as pautas prioritárias foi a necessidade de investimentos em capacitação e qualificação de mão de obra para os trabalhos que surgirão com as novas tecnologias.

Voltar