SES-17 começa a fornecer serviços de conectividade nas Américas

set

Satélite geoestacionário de alto rendimento expandirá os recursos de rede de alta velocidade e acelerará a digitalização na região.


A SES anunciou  que seu mais novo satélite GEO de banda Ka, o SES-17, já está totalmente operacional nas Américas, no Caribe e no Oceano Atlântico, a 67,1 graus oeste. O satélite de propulsão totalmente elétrica alcançou sua posição planejada na órbita geoestacionária de acordo com o cronograma, após meses de elevação e testes bem-sucedidos.


Em comunicado a empresa afirma que “o SES-17, de altíssimo rendimento, construído pela Thales Alenia Space, está pronto para fornecer serviços de conectividade com excelência a clientes nos mercados aeronáutico, marítimo, industrial e governamental, seja em terra, no mar ou nos céus. A Thales InFlyt Experience, parceira do SES-17, aproveitará a capacidade do satélite para o FlytLive, uma solução de conectividade de aviação de última geração que aprimora as experiências de Wi-Fi a bordo de aeronaves comerciais nas Américas e no Caribe. Além disso, os principais clientes corporativos no Brasil, Argentina, Colômbia, México, Canadá, incluindo SSi Canadá e COMNET, agora expandirão o alcance e a capacidade de suas redes de banda larga para áreas mais remotas”.


SES afirma que o dispotivo possui uma carga útil totalmente digital alimentada pelo processador de transponder digital de mais alta capacidade em órbita, grande flexibilidade e cerca de 200 feixes de usuário, o SES-17 marca não apenas um desenvolvimento significativo na tecnologia de satélite, mas também é um primeiro passo na integração da rede multiorbital da SES. A carga digital da espaçonave é suportada pelo software Adaptive Resource Controller (ARC), tornando-a interoperável com o sistema de comunicações dos satélites O3b mPOWER de segunda geração da SES em órbita terrestre média (MEO), programados para serem lançados nos próximos meses.


 


“Estamos entusiasmados por ter o tão esperado satélite SES-17 começando a fornecer serviços, redefinindo e transformando o cenário digital para muitas aplicações diferentes nas Américas e, finalmente, trazendo conectividade de alta velocidade para as pessoas onde quer que estejam. A SES é extremamente grata aos parceiros da Thales Alenia Space e Arianespace que compartilharam a mesma visão em cada etapa da jornada de levar o SES-17 para o espaço”, afirma Ruy Pinto, CTO da SES.

Voltar