Nielsen: Rádio é ouvido por 93% da população dos Estados Unidos

Tudo Rádio - Notícias


Quinta-Feira, 30 de Junho de 2022 @ 11:09


 




São Paulo - Rádio puxa o alcance crescente de consumo do áudio entre a população norte-americana. Nielsen classifica que “somente o rádio AM/FM pode oferecer a escala que os anunciantes precisam”





O mais recente relatório "Audio Today", edição de 2022 e realizado pela Nielsen, mostrou que o alcance do rádio AM/FM nos Estados Unidos segue inabalável a despeito de previsões que indicavam que isso poderia mudar no durante e pós-pandemia da covid-19. É fato que todas as plataformas de áudio estão avançando em consumo, mas o rádio segue liderando esse alcance. Segundo o levantamento, 93% dos norte-americanos com 18 anos ou mais ouvem rádio todos os meses. O alcance do meio continua superior aos valores obtidos pela televisão e também pelos smartphones. Acompanhe:


 


 

O rádio mapeado em tempo real: Confira o plantão de atualizações do Mapa da Atualização do tudoradio.com. São as últimas do dial


 


Os recortes: a média geral de alcance mensal do rádio nos EUA é de 93% da população com 18 anos ou mais. Já na faixa entre 18 e 34 anos, o valor é de 87%. Já nas faixas etárias seguintes, os números registrados de alcance são 93% para 35 a 49 anos e 98% para 50 anos ou mais. E o AudioToday trouxe uma novidade: mostra o incremento que plataformas digitais podem dar ao áudio em cada faixa etária (veja o gráfico no final desta reportagem).


A Nielsen é taxativa: “somente o rádio AM/FM pode oferecer a escala que os anunciantes precisam”. A análise ainda destaca que o alcance para o público mais jovem, de 18 a 34 anos, é menor do que a média, mas ainda assim é um valor muito alto (87%) e que fica bem acima da média geral de dispositivos como smartphones (86%) e TV-dispositivos conectados (81%). Veja no gráfico abaixo.


 



O primeiro valor é a média geral entre todas as idadas. Na sequência estão as faixas 18h-34 anos, 35-49 e 50+ / Crédito: Nielsen e RadioInk





Os dados da Nielsen são do Relatório 2022 do Audio Today, mas são números relativos ao último trimestre de 2021. Nessa ocasião, também utilizando os números da empresa como base, o tudoradio.com havia destacado o avanço consistente do rádio no final do ano passado, onde foi possível considerar que o meio seguia como "trilha sonora do Natal". Várias emissoras bateram recordes de alcance em diferentes mercados norte-americanos.


À medida que o áudio se torna uma parte ainda mais importante de nossas dietas de mídia, a quantidade total de consumo é quase onipresente”, afirma o relatório da Nielsen. “O rádio – a mídia original suportada por anúncios – atinge sozinho 93% da população dos EUA. Quando você inclui o público não duplicado de serviços de streaming de música suportados por anúncios e sem anúncios, juntamente com podcasts e rádio via satélite, o alcance aumenta para 99%", completa.


Reunião histórica de rádios em São Paulo movimenta o mercado publicitário e tem foco no futuro
Com o rádio responsável pela maior parte do consumo, PwC aponta avanço na receita de áudio



Alcance do rádio + o total do alcance de áudio / Crédito: Nielsen e Inside Radio


Mais levantamentos:
Festa dos 100 anos do rádio ocorre em momento positivo para as FMs de São Paulo
Rádio segue hegemônico em carros em países da América do Norte, Europa e Oceania
Rádio do Reino Unido é ouvido por 89% da população. Audiência digital avança
Dispositivos on-line avançam no consumo de rádio na França. Meio lidera entre as plataformas de áudio
Portugal também registra números históricos na audiência de rádio
Estável, rádio segue ouvido por 93,5% da população na Alemanha





E por qual razão olhar para lá fora?


tudoradio.com costuma observar esses pontos de curiosidade dos números do rádio internacional para mapear possíveis mudanças de hábitos e a manutenção do consumo de rádio em diferentes países. Assim como ocorreu no ano anterior, periodicamente a redação do portal irá monitorar o desempenho do rádio nos principais mercados do mundo e, é claro, fazendo sempre uma comparação com a situação brasileira. E, como de costume, repercutindo também qualquer número confiável sobre o consumo de rádio no Brasil.


Recomendamos:
Veja aqui mais notícias sobre o atual momento do rádio em diferentes países
Confira também as principais tendências para o setor de rádio e tecnologia 


Com informações da Nielsen. Dados também repercutidos pelos portais RadioINK e Inside Radio


Todos os direitos são reservados ao Portal tudoradio.com, conforme a lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita são permitidas, desde que contenham os devidos créditos ao Portal tudoradio.com.









 






Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com. Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.




Voltar