Governo paranaense reafirma compromisso de financiamento para migração AM-FM

Tudo Rádio-Notícias do Rádio

Terça-Feira, 06 de Junho de 2017 @ 19:09


Curitiba – Governador Beto Richa confirmou intenção do Estado em disponibilizar linha de crédito às migrantes


A Fomento Paraná reafirmou o compromisso do Governo do Estado de financiar projetos de migração de emissoras de rádio AM paranaenses para a faixa de frequência FM. A instituição financeira disponibiliza a linha Banco do Empreendedor Micro e Pequenas Empresas para atender a esses projetos.


A informação foi confirmada pelo governador Beto Richa em evento realizado segunda-feira (5), no Palácio Iguaçu, com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, e empresários do setor de radiodifusão. O ministro assinou o termo de adaptação de outorgas que permite a migração de 45 emissoras de rádio AM para a faixa FM. A assinatura dos termos aditivos de adaptação das outorgas é um dos últimos passos do processo de migração. 


A partir desse momento, as emissoras de rádio devem apresentar à Secretaria de Radiodifusão um projeto técnico de instalação da FM e solicitar à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a autorização de uso da radiofrequência. No Paraná, 161 emissoras AM manifestaram ao Ministério o interesse em migrar para a faixa FM.


 “Esperamos que com a autorização do ministério outorgando às emissoras de rádio a permissão para proceder com a migração aumente a procura pelo financiamento”, afirma Luiz Renato Hauly, diretor de Mercado da Fomento Paraná. 


 “A migração é um passo importante para a democratização da informação, para melhoria na transmissão do sinal das rádios e para que elas possam também transmitir a programação pela internet, o que vai gerar aumento no faturamento”, analisa Hauly.


O financiamento Fomento Paraná para os projetos de migração das emissoras de rádio é liberado de acordo com o projeto técnico apresentado e aprovado pela Anatel e Secretaria de Radiodifusão.


O valor financiável pela linha Banco do Empreendedor Micro e Pequenas Empresas varia de acordo com o porte das empresas e está limitado a R$ 500 mil por projeto. Nas operações em valores de até R$ 200 mil a garantia pode ser dada por meio do aval de terceiros ou ainda garantia real — imóveis e veículos, conforme avaliação.


A taxa de juros do financiamento é composta pela TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) acrescida de uma parcela fixa, que pode variar entre 8,26% e 9,43% ao ano, de acordo com a classificação de risco do tomador do crédito. O prazo para pagar o financiamento é de até 60 meses (5 anos), podendo-se incluir nesse prazo um período de carência que varia de 3 a 12 meses para começar a pagar.


Nos financiamentos em valores de até R$ 300 mil, o empreendedor pode obter uma equalização da taxa de juros em até 5% ao ano, se for mantido ou aumentado o número de empregos existente no período da contratação do crédito.


Com informações do Fomento Paraná


 


Carlos Massaro

Voltar