Teles adotam sistema de mensagens do Google

Valor-Empresas

Por Gustavo Brigatto | De São Paulo


Seis meses depois de intensificar as conversas com operadoras na América Latina para estimular a adoção do Rich Communication Services (RCS), um sistema de troca de mensagens que é considerado a evolução das tradicionais mensagens de texto, ou SMS, o Google colhe os primeiros resultados.


América Móvil, Telefônica, AT&T no México e Oi no Brasil fecharam acordo com a companhia de internet para adotar a tecnologia. A primeira operação foi lançada na semana passada pela Telcel, no México. No Brasil, a Oi pretende colocar a tecnologia em funcionamento em 2018, entre o fim do 1º trimestre e o início do 2º, de acordo com Roberto Guenzburger, diretor de produtos móveis da Oi. Procurada, a Telefônica informou que avalia o lançamento para os clientes.


O RCS permite enviar facilmente vídeos e imagens e criar grupos de conversa nos quais é possível saber se uma pessoa recebeu e leu uma mensagem. As funções já são populares em aplicativos como WhatsApp, Facebook Messenger e iMessage, da Apple. Mas, por se tratarem de serviços de terceiros, eles limitam a atuação e a possibilidade de ganhos das operadoras. Por isso, o interesse em criar um ambiente novo. "É um canal de comunicação com o cliente mais simples de ser usado, fora de um aplicativo específico da operadora", disse Guenzburger. Outras empresas como bancos e companhias aéreas também podem usar o RCS para se relacionar com seus clientes.


 


De acordo com Silvio Pegado, gerente de desenvolvimento de negócios de RCS do Google, o sistema não substitui o SMS. "O RCS funciona pela internet como os aplicativos de mensagens. Assim, se a rede percebe que o usuário está sem conexão, ela automaticamente manda a mensagem no formato SMS para garantir que ela seja entregue", disse.

Voltar