Palestras sobre programação e pesquisas de Rádio encerram 17º Congresso Catarinense de Rádio e Televisão

Tudo Rádio-Notícias do Rádio

Quinta-Feira, 05 de Julho de 2018 @ 07:44


Balneário Camboriú – Entre os palestrantes desta quarta-feira estiveram Daniel Starck, Rod Becker e Fernando Morgado


Palestras que trataram sobre a área artística das rádios encerraram o 17º Congresso Catarinense de Rádio e Televisão nesta quarta-feira (4). O evento, que teve início na segunda-feira (2), contou com três dias de muita informação sobre tecnologias, tendências e, especialmente, sobre o papel social da radiodifusão. Com o tema "Essenciais acima de tudo" o evento evidenciou um novo momento para o setor da comunicação. 


O presidente da Acaert, Marcello Corrêa Petrelli, considera, que este é um momento de oportunidade, pois os veículos passaram a ser mais procurados, relevantes e essenciais. "Por isso, o Congresso foi de muita técnica, para qualificar mais o rádio e a televisão, a programação, os profissionais e motivar os gestores e gerar confiança. "Não tenho dúvidas de que a partir de agora, a radiodifusão catarinense vai estar melhor, e a sociedade vai ganhar e os clientes terão mais resultados".


O presidente do evento, o radiodifusor Paulinho Vieira, avalia que a comissão organizadora foi feliz na definição do formato do Congresso. "Dividir o Congresso em workshops com diferentes temáticas, como jornalismo, programação musical, mídias sociais, marketing, área comercial e tratar de fake news, garantiu um conteúdo de qualidade que contribui para a formação dos profissionais que atuam nas rádios e TVs do Estado", comentou.   


Carlos Alberto Ross, presidente do Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de Santa Catarina (SERT/SC), também avaliou positivamente o Congresso da Acaert. Destacou ainda outros assuntos que foram abordados e que impactam o setor, como a reforma trabalhista e as mudanças na migração do rádio AM para FM. "Foram dias de aprendizado, dos quais os participantes levarão para suas emissoras uma série de informações que poderão ser colocadas em prática a partir de agora".O Congresso Catarinense de Rádio e Televisão é realizado pela Acaert, a cada dois anos.


Palestras nesta quarta-feira destacaram a área artística das rádios


 


Entre as palestras que foram ministradas nesta quarta-feira, destacaram-se as que tiveram como tema o setor artístico das rádios. O diretor do tudoradio.com, jornalista Daniel Starck e o consultor de Rádio, Rod Becker, falaram sobre a programação do formato jovem.



 


Daniel Starck e Rod Becker falaram sobre programação jovem / Foto ACAERT


A discussão girou em torno, especialmente, das tendências sobre a programação jovem. Especialistas nesta área, os profissionais deram dicas importantes para atrair e fidelizar o público-alvo da emissora. 


Starck recomendou aos presentes que, para o público jovem, seja privilegiada a programação musical, intercalada com os demais conteúdos da rádio, observando sempre a região e a concorrência local. Rod Becker argumentou ainda que a programação jovem deve ser pensada interagindo com outros meios de distribuição, lembrando que a rádio deve ser multiplataforma.


Daniel Starck também destacou o momento importante vivido pelo Rádio. “O mais difícil para um segmento econômico é ter público e isso o Rádio tem. Temos várias pesquisas que mostram que o Rádio tem mais de 90%. Qualquer segmento econômico gostaria de ter números assim. A partir disso, é saber tornar viável não só financeiramente, mas também seja relevante para a sua comunidade. Alguns cuidados, não só com programação, mas com a tecnologia, como a rádio será disponibilizada para os ouvintes, redes sociais, etc. Isso vai continuar permitindo que o Rádio seja relevante”, frisou.


O professor, consultor, palestrante e escritor nas áreas de marketing, inteligência de mercado e comunicação, Fernando Morgado, também participou do último dia do congresso. Durante o workshop, Morgado apresentou ferramentas de pesquisa para radiodifusores com o objetivo de incrementar a programação.


 





Fernando Morgado destacou as pesquisas sobre o Rádio / Foto ACAERT


Morgado também deu exemplos de pesquisas para o meio Rádio e ainda alertou para a necessidade de conhecer o perfil do ouvinte. O palestrante acrescentou uma dica importante para os radiodifusores. “Trate pesquisa como uma parte prioritária do seu negócio”. E finalizando a sua oficina, Morgado disse que ao tratar a pesquisa como prioridade o desempenho da rádio ou televisão fica muito melhor.


Na terça-feira (3), o palestrante do workshop “Programação Rádio Popular” foi Luiz Benite, diretor executivo da Rede Massa FM. Ele disse, durante sua exposição no 17º Congresso Catarinense de Rádio e Televisão, que a rádio popular é um grande supermercado. 


Aproveitando o tema do Congresso “Essenciais Acima de Tudo”, sobre o debate do papel do rádio e da televisão no combate às fake News, Benite destacou que a rádio popular tem muita preocupação com as notícias falsas, as chamadas fake News. Segundo Benite, o rádio tem o poder de curar a notícia.


O diretor executivo da Rede Massa FM ainda explicou aos participantes do workshop como a emissora permanece líder de audiência durante 5 anos. Luiz Benite disse ainda que o fato de estar em primeiro lugar também alavanca a área comercial de uma rádio. Ele ainda encerrou a sua palestra dizendo que o protagonista do rádio é o ouvinte.


Com informações da Assessoria de Imprensa ACAERT


 


Carlos Massaro


 


 

Voltar