Torcedor com deficiência visual acompanha jogos da Ponte Preta diretamente do estádio ouvindo rádio

Tudo Rádio-Notícias do Rádio

Terça-Feira, 10 de Julho de 2018 @ 17:07


Campinas – Homem teve descolamento de retina há 22 anos e, mesmo assim, continua frequentando o estádio Moisés Lucarelli e acompanhar partidas pela Rádio Bandeirantes


Uma foto de um torcedor cego acompanhando pelo rádio o jogo entre Ponte Preta e Fortaleza, diretamente pelo estádio, pela Série B do Campeonato Brasileiro, neste final de semana, viralizou nas redes sociais e sites esportivos. O torcedor estava no estádio Moises Lucarelli em Campinas, quando foi fotografado encostado no alambrando e teve a foto publicada nas redes sociais.


O torcedor ponte-pretano é José Moyses Silva, de 54 anos. Fanático da Macaca, ele perdeu a visão há 22 anos, do dia para a noite, por conta de um descolamento de retina, mas jamais abandonou o hábito de frequentar o Estádio Moisés Lucarelli. “Eu sinto a Ponte do mesmo jeito. Ir ao Majestoso mesmo depois de perder a visão é um exemplo, uma motivação para mim, além de uma lição para todo mundo que a vida só termina quando a gente descansa mesmo. Mudou muita coisa na minha vida, mas o amor pela Ponte não. É onde eu me sinto bem, é ali que extravaso, que reencontro velhos parceiros”, disse o torcedor, que trabalhava como representante comercial e hoje é vendedor.


Segundo informações do próprio torcedor, a rádio preferida para acompanhar os jogos da Ponte Preta é a Rádio Bandeirantes AM 1170 de Campinas. A informação foi dada à própria rádio, que anunciou que vai receber o torcedor em um de seus programas nesta quarta-feira (11).



José Moyses Silva acompanha jogos da Ponte Preta no estádio e pelo rádio – Foto AAPP Mil Grau


A relação de José Moyses com a Ponte é antiga. Ele defendeu a equipe nas categorias de base, mas não chegou a virar profissional. Também chegou a atuar em campeonatos amadores e praticava futebol com frequência até acordar em uma segunda-feira de 1997 sem conseguir enxergar.


“Eu dormi normalmente, mas durante a noite tive um descolamento de retina. Perdi toda a visão do olho esquerdo. Do direito, fiquei com apenas 2%, mas também fui perdendo com o tempo. Dá para ver apenas luz”, explicou.


Desde que ficou cego, ele encontrou no rádio a maneira de ficar por dentro das notícias da Macaca. É pelas narrações que ele desenha na cabeça os lances, imagina cada jogada, mas nada se compara à emoção de sentir a vibração de um gol no estádio.


"Eu conheço cada canto do Majestoso. Então sei de cor para o lado que a Ponte está atacando, defendendo. Consigo ver tudo à minha maneira. O rádio é meu companheiro. Todo dia eu acompanho o noticiário, e nos jogos também fico ouvindo. As pessoas do meu lado até me perguntando quando tem substituição, e eu brinco: Vocês que estão vendo o jogo, e eu que sei o que está acontecendo?”, divertiu-se.


O sonho de José Moyses Silva é virar sócio-torcedor da Ponte para ser sorteado e ter a chance de fazer o "gol premiado" durante o intervalo. “Treinei muito aqui no Majestoso quando era novo, então vou saber onde estarei pisando. Seria muito legal se tivesse essa oportunidade um dia”, complementou.


Com informações do G1


 


Carlos Massaro

Voltar