Proposta proíbe políticos de controlarem emissoras de rádio

Comunique-se-Comunicação

Deputada federal tucana, Shéridan quer impedir colegas de Congresso de serem controladores de emissoras de rádio. Projeto tramita na Câmara e será analisado por comissões


Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 8979/17, da deputada Shéridan (PSDB-RR), que amplia a vedação para parlamentar ou autoridade pública em relação a emissora de rádio.


O Código Brasileiro de Telecomunicações (Lei 4.117/62) já proíbe a direção ou gerência por pessoa com imunidade parlamentar ou foro especial.


Pela proposta, a propriedade ou controle de rádio também estão proibidos. O projeto estende a vedação a parentes de primeiro grau (pais, filhos e cônjuges) dessas autoridades.


Rádios em desacordo com as determinações da proposta terão 90 dias para se regularizar. Caso isso não aconteça, a empresa poderá ter os certificados de operação suspensos ou até cassados.



A deputada federal Shéridan. Ela é do PSDB de Roraima. Parlamentar não quer relação de políticos com emissoras de rádio. Projeto de lei tramita na Câmara (Imagem: reprodução/TV Câmara)


O Código de Telecomunicações, segundo Shéridan, está aquém da vedação constitucional, que já proíbe deputados e senadores serem proprietários, controladores ou diretores de empresa favorecida em contrato, desde a posse.


“Os interesses políticos e de proteção do cargo ocupado poderão contaminar a atuação do veículo, em desfavor do interesse público. Mais uma razão para essa restrição persistir e ser aperfeiçoada”, disse Shéridan.


Tramitação


A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.


 


 

Voltar