Eldorado FM lança CD “Selo Eldorado de Qualidade” com caixa especial e tiragem limitada

Tudoradio-Notícias do Rádio

São Paulo - Kit exclusivo inclui o disco, camiseta e 20 cards com fotos históricas dos Estúdios Eldorado


A Eldorado FM 107.3 de São Paulo lançou o CD “Selo Eldorado de Qualidade”, projeto da emissora do formato adulto-contemporâneo que leva à programação da rádio lançamentos e resgates de músicas que merecem destaque da equipe da rádio. O “Selo” ganhou versão em disco, com 15 faixas de artistas brasileiros que foram aprovadas, “carimbadas” e que fazem parte da grade musical da Eldorado FM. 


O lançamento ainda inclui a edição limitada de uma caixa com presentes que conta com uma camiseta e 20 cards com fotos históricas dos Estúdios Eldorado, que apresentam imagens de Pelé, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Dizzy Gillespie, Gilberto Gil, Jô Soares, Gal Costa, Roberto Carlos, entre outros. A variedade musical pode ser comprovada na seleção do álbum. São 15 composições, entre novidades e resgates, gravadas por nomes como Zeca Baleiro, Vanguart, Paulo Miklos, Curumin, Silva, Fióti, Erasmo Carlos, Nina Becker, Céu, O Terno, João Donato & Donatinho, Aláfia e Mahmundi.


Além disso, o CD da Gravadora Eldorado inclui duas gravações exclusivas, nunca lançadas antes no mercado fonográfico. Uma delas é “Demônio Colorido”, composição de Sandra de Sá gravada originalmente pela cantora carioca em 1980, e que ganhou novo arranjo no registro de Marcia Castro. A outra é “Eu Te Amo Você”, versão de Mariana Aydar para a música que foi sucesso na voz de Marina Lima.


Em depoimento ao programa “Minha Canção”, apresentado por Sarah Oliveira, Mariana Aydar falou sobre o desafio de ter registrado em estúdio a composição de Kiko Zambianchi. “Sempre quis gravar uma música da Marina, mas nunca tive muita coragem de entrar nessa seara. Ela marca muito sua personalidade nas músicas que grava”, afirmou.


O diretor artístico da Rádio Eldorado, Emanuel Bomfim, destaca a importância do “Selo Eldorado de Qualidade” na programação da emissora. “Presamos pela independência e pela aplicação de critérios essenciais para uma boa curadoria, tais como a originalidade, discurso narrativo e tino pop. O ‘Selo’ nada mais é do que a valorização desse método de depuração artística”, diz.


Carlos Massaro


 


 

Voltar