Brasileiro assume como head global do Creative Shop do Facebook

Meio & Mensagem-Mídia

Há seis anos na empresa, Raphael Vasconcellos liderou a área em duas regiões: América Latina e Ásia Pacífico


Luiz Gustavo Pacete
1 de novembro de 2018 - 14h27



Raphael Vasconcellos (Crédito: Divulgação)


O Facebook anuncia na tarde desta quinta-feira, 1º, o brasileiro Raphael Vasconcellos como novo head global do Creative Shop. O executivo está na empresa há seis anos e já liderou a área na América Latina e, recentemente, Ásia-Pacífico. Como head do Creative Shop, ele trabalhará junto com o Chief Creative Officer do Facebook, Mark D’Arcy, para definir a estratégia criativa dos negócios do Facebook e se reportará para Carolyn Everson, vice-presidente de soluções globais de marketing do Facebook.


“Estamos muito felizes em dar as boas-vindas ao Rapha nesta função, liderando nossa equipe global do Creative Shop. O Rapha já mostrou seu valor no Creative Shop ao liderar equipes em duas das regiões que mais rápido crescem nos últimos seis anos. Ele é um líder reconhecido pela sua mistura única de foco nos negócios e liderança de pensamento criativo, na qual os clientes e equipes internas passaram a confiar profundamente ao longo dos anos”, diz, em nota, Carolyn Everson.


Anteriormente, o cargo era liderado interinamente por Andrew Keller que continua como diretor de criação global da equipe. O Creative Shop do Facebook trabalha em parceria com quase todos os principais grupos de publicidade e colabora com empresas de todos os tamanhos, criadores independentes, influenciadores, artistas, empresas de produção, empresas de mídia e tecnólogos. Raphael será responsável por gerenciar uma equipe global em 38 mercados e ficará nos Estados Unidos.


“No Facebook, já tive a honra de criar e colaborar em campanhas que causaram grande impacto para as marcas mais relevantes na Ásia-Pacífico e América Latina. É um desafio colocar essas estratégias para trabalhar em todo o mundo, ajudando empresas de todos os tamanhos a contar suas histórias e usar nossas plataformas para crescer”, afirma Raphael Vasconcellos.


 


 

Voltar