Fernando Morgado lança novo trabalho. Livro mostra como os maiores comunicadores construíram grandes carreiras empresariais

Tudo Rádio - Notícias

Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019 @ 09:02



São Paulo - Trajetórias servem de inspiração para quem deseja se desenvolver nos campos da comunicação e dos negócios


Com histórias inéditas e retratando sucessos e fracassos de oito dos maires comunicadores de todos os tempos, Fernando Morgado lança seu mais novo trabalho. A obra "Comunicadores S. A." já está à venda e aborda, entre vários assuntos, como os maiores apresentadores de TV do Brasil e alguns, com passagens pelo rádio, construíram grandes carreiras empresariais. O novo livro já pode ser adquirido nas livrarias ou pelo site da Matrix Editora.


Por meio de um texto leve e objetivo, que narra sucessos e fracassos e a visão empreendedora de cada um deles, o leitor saberá de lances emocionantes e curiosos das carreiras de Ana Maria Braga, Faustão, Gugu Liberato, Luciano do Valle, Luciano Huck, Ratinho, Raul Gil e Silvio Santos. A vida deles é narrada sob uma nova ótica, enfatizando os momentos e as decisões que fizeram com que eles tornassem bem sucedidos, no que se refere ao ponto de vista artístico e comercial. As trajetórias servem de inspiração para quem deseja se desenvolver nos campos da comunicação e dos negócios.



Livro "Comunicadores S. A." / Reprodução: Instagram Professor Fernando Morgado


O livro "Comunicadores S. A." foi lançado pela Matrix Editora e é resultado anos de dedicação, envolvendo um grande e rigoroso trabalho de pesquisa. Ele já se encontra à venda pelo site da editora https://matrixeditora.com.br/ e também nas principais livrarias do Brasil.


 


Fernando Morgado é professor, consultor, palestrante e escritor nas áreas de marketing, inteligência de mercado e comunicação. Morgado conta com livros publicados no Brasil e no exterior, incluindo o best-seller “Silvio Santos: a trajetória do mito” (Matrix, 2017), “Cómo hacer presentaciones exitosas” (Ars Optika, 2017) e “Blota Jr.: a elegância no ar” (Matrix, 2015).

Voltar